Palavra e Utopia (2000)

130 min

Ficção  

Realização:  ·  Manoel de Oliveira

Argumento:  ·  Manoel de Oliveira

Em 1663, o Padre António Vieira é chamado a Coimbra para comparecer diante do Tribunal do Santo Ofício, a terrível Inquisição. As intrigas da corte e uma desgraça passageira enfraqueceram a sua posição de célebre pregador jesuíta e amigo íntimo do falecido rei D. João IV.
Perante os juizes, o Padre António Vieira revê o seu passado: a juventude no Brasil e os anos de noviciado na Bahia, a sua ligação à causa dos índios e os seus primeiros sucessos no púlpito.
Impedido de falar pela Inquisição, o pregador refugia-se em Roma, onde a sua reputação e êxito são tão grandes que o Papa concorda em não o retirar da sua jurisdição. A rainha Cristina da Suécia, que vive em Roma desde a abdicação do trono, prende-o na corte e insiste em torná-lo seu confessor.
Mas as saudades do seu país são mais fortes e Vieira regressa a Portugal. Só que a frieza do acolhimento do novo rei, D. Pedro, fazem-no partir de novo para o Brasil onde passa os últimos anos da sua vida.
[Fonte: Madragoa Filmes]

Palavra e Utopia não é um filme histórico nem um documentário, mas uma estória contada por Manoel de Oliveira sobre o jesuíta seiscentista António Vieira, o mais conhecido orador religioso português. O filme é rodado no Brasil, em Portugal e em Roma, lugares por onde passou o Padre António Vieira (aqui representado na sua juventude por Ricardo Trêpa, na idade adulta por Luís Miguel Cintra e na velhice por Lima Duarte). Tendo sido um homem visionário, crítico, nem sempre compreendido pela Igreja, foi amigo e confidente do rei D. João IV, resistiu à Inquisição e pregou a favor da liberdade dos índios, dos escravos e dos negros em altura de colonização portuguesa. Um homem com o dom da palavra que lutou por uma utopia: o mito do Quinto Império. Em 1663, o célebre pregador é chamado a Coimbra para comparecer diante do tribunal da Inquisição, altura em que revê a sua juventude no Brasil…

[Palavra e Utopia is not a historical film or a documentary, but a story, told by Manoel de Oliviera, about the 17th century Jesuit priest António Vieira, Portugal’s most famous religious preacher. The film is shot in Brazil, in Portugal and in Rome; all places that were visited by Father António Vieira (played by Ricardo Trêpa in his youth, Luís Miguel Cintra in his adulthood, and Lima Duarte in his late years). A visionary, critical man, not always understood by his Church, he was King João IV’s friend and confidant, he resisted the Inquisition and he preached for the liberation of the Indians, the slaves and the black, during the Portuguese colonization. He was a man with a gift for words who fought for a utopia: the myth of the Fifth Empire. In 1663, the famous preacher was summoned to Coimbra, to face the Court of the Inquisition, at which point he recalls his youth in Brazil…]

Videos [#1]:
  • [Trailer]
Equipa

Exteriores [#4]:
    Roma, Itália | Londres | Paris | Salvador, Bahia, Brasil |
Estreias [#1]:
  • 2000-11-17 | Portugal | Estreia
Imagens [#2]:
  • ...

Dados Técnicos:
Cor | Dolby Digital | 35 mm | 1.66:1 |

Outras informações:
Editado em DVD por Madragoa Filmes, em 2003

  • 201709111039_cinept_mestrado_em_cinema_260_260
  • PUB