O Grande Elias (1950)

Produção Rodagem: 1950

M/12

107 min

Comédia  

Realização:  ·  Arthur Duarte

Uma modesta mas inventiva família de Lisboa - o pai viciado na roleta, a mãe separada e a filha corista no Parque Mayer - recebe generosas quantias duma tia do Brasil, que os julga parentes ricos, graças à prodigiosa imaginação dum amigo estróina e aldrabão. Quando, um dia, chega a notícia da sua visita iminente, o estranho lar alvoroça-se, na perspectiva de manter a mentira...
[Fonte: José de Matos-Cruz, O Cais do Olhar, 1999, p.93]

Arthur Duarte assinou algumas excelentes "comédias portuguesas" nos anos 40, renovando o género neste filme.
Adaptado de uma peça de teatro, o filme dá a conhecer uma típica família portuguesa (o pai é viciado no jogo e a filha dança numa boite) em crise, e que recebe quantias avultadas de dinheiro de uma tia do Brasil e que pensa que são ricos. Um dia, a tia envia uma carta a anunciar que vem a Lisboa e descobre tudo.
[Fonte: Madragoa Filmes]

Videos [#1]:
  • [Filme Completo]
Equipa

Entidades [#5]:
  • Tobis Portuguesa · Estúdios
  • Lisboa Filme · Estúdios
  • Lisboa Filme · Laboratório de Imagem
  • Lisboa Filme · Distribuição
  • Internacional Filmes · Distribuição
Exteriores [#1]:
    Lisboa |
Estreias [#1]:
  • 1950-12-12 | São Luiz, Lisboa | Estreia
Imagens [#7]:
  • ...

  • ...

  • ...

  • ...

  • ...

  • ...

Dados Técnicos:
P/B | Mono | 35 mm | 1.37 : 1 |

Outras informações:
Participação das "Girls" do Teatro Variedades, dirigidas por Eugénio Salvador

Editado em DVD por Madragoa Filmes, em 2003 e Lusomundo Audiovisuais, em 2005

  • 201709111039_cinept_licenciatura_em_cinema_260_260
  • PUB