Adolfo Coelho



Nome completo: José Adolfo Coelho

Local de nascimento: (?) - 1899
Local de óbito: (?) - 1953
Nacionalidade: Português
Dados adicionais:

Escritor, Novelista, Tradutor e Realizador,
Trabalhou como funcionário do Ministério da Agricultura onde assinou uma pequena brochura – O aproveitamento e a conservação da fruta: alguns conselhos práticos, editada pela Direcção Geral dos Serviços Agrícolas. Repartição de Estudos, Informação e Propaganda. Terá sido nesta mesma repartição que desenvolveu os seus projectos de filme agrícola, modalidade que contribuiu para que o seu nome alcance algum relevo na história do cinema português.
Escritor, especializado no género do mistério e acção, editou cinco volumes dedicados à espionagem na colecção «Os grandes documentários», com os títulos «Damas da espionagem política», «Nos bastidores da grande guerra», «A internacional do crime», «A grande ameaça – a guerra de amanhã», «Ópio, cocaína e escravatura branca». É a experiência deste tipo de escrita que Adolfo Coelho explora ao escrever o argumento da sua única longa-metragem de ficção – Porto de Abrigo.
Por volta de 1929, como funcionário do Ministério da Agricultura, introduziu em Portugal o documentário de carácter cultural e didático – o chamado filme agrícola, de que se tornaria um especialista devotado, competente e extremamente interessado. [Félix Ribeiro, 1983: 416-420]
Para além das quatro novelas de espionagem referidas por Félix Ribeiro, Adolfo Coelho é autor de vários romances e novelas como: A cidade da morte (1923); A estranha aventura do Marquês de Montareol (1924); Espionagem: os segredos da grande Guerra (1930); Dramas da espionagem política: a Rússia misteriosa (1932); Nos bastidores da grande Guerra (1932); A grande ameaça: a guerra de amanhã: romance documentário (1934); O segredo de H. 21 (1934); Espionagem (1935); A internacional do dinheiro: como os fabricantes de armas preparam a Guerra (1937); Espiões sob a máscara da paz: documentário (1937); Apis: o homem que desencadeou a Grande Guerra (1938) e Porto de Abrigo (1941).

Participações [#59]

  • 201709111039_cinept_licenciatura_em_cinema_260_260
  • PUB