Igrejas Caeiro



Nome completo: Francisco Igrejas Caeiro

Nasceu: 1917-08-15 · Morreu: 2012-02-19

Local de nascimento: Castanheira do Ribatejo
Local de óbito: Lisboa
Nacionalidade: Português
Dados adicionais:

Actor, radialista.
Estreou-se em 1940 no Teatro Nacional D. Maria II, em Lisboa, de onde seria expulso, anos mais tarde, por causa das suas posições antifascistas, posições essas que viriam a fazer com que o regime de Salazar o proibisse de se apresentar em espectáculos ao vivo.
Entre as suas obras, contam-se a actuação no filme Camões, de Leitão de Barros, em 1946, e a produção dos populares programas radiofónicos Os Companheiros da Alegria e Comboio das 6 e meia, nos anos 50 do século XX.
Em 1969, fundou e dirigiu o Teatro Maria Matos, em Lisboa, que foi inaugurado com a peça "Tombo no Inferno", de Aquilino Ribeiro.
Foi deputado pelo Partido Socialista após o 25 de Abril e director de programas da Emissora Nacional de Radiodifusão (hoje RDP).
Foi feito Comendador da Ordem da Liberdade a 9 de Junho de 1995.
Foi casado, ao longo de mais de 60 anos, com a actriz Irene Velez, falecida em 2004, a Lelé dos diálogos de O Zequinha e a Lelé, com Vasco Santana, que Igrejas Caeiro produziu.
[Fonte: Wikipedia]

  • 201709111039_cinept_licenciatura_em_cinema_260_260
  • PUB