Três Dias Sem Deus (1946)

Produção 1946

N/C

102 min

Fantástico  

Realização:  ·  Bárbara Virgínia

Argumento:  ·  Raul Faria da Fonseca

Uma professora primária (Lídia) é colocada numa aldeia isoladas nas serras e no primeiro dia de aulas o médico informa-a que se terá que ausentar, com o padre, durante três dias. Esses serão os três dias sem Deus do título, em que a jovem professora conhecerá o senhor do monte (Paulo Belforte) que é temido por toda a aldeia por alegadamente ter lançado fogo à igreja e por ter tentado assassinar a própria mulher. Por uma série de mal entendidos os aldeãos voltam-se contra a Lídia e Belforte, ao ponto de no final haver uma cortejo de archotes que purificariam as diabólicas ocorrências de Casal de Lobos. Mas tudo acaba em bem, e a paz é restabelecida por influência (semi-)divina...
[Fonte: Ricardo Vieira Lisboa]

Mais informações: Website externo

Videos [#2]:
  • [Promo]
  • [Promo]
Equipa

Entidades [#3]:
  • Cinelândia · Estúdios
  • Lisboa Filme · Laboratório de Imagem
  • Invicta Filmes Independente · Distribuição
Exteriores [#1]:
    Arredores de Lisboa |
Estreias [#1]:
  • 1946-08-30 | Ginásio | Estreia
Imagens [#4]:
  • ...

  • ...

  • ...

Dados Técnicos:
P/B | Mono | 35 mm | 1.37 : 1 |

Outras informações:
Foi apresentado no I Festival de Cannes, em 5 de Outubro de 1946.
Dos 2800 mt da película original apenas se conservaram, até aos dias de hoje, 868 mt.

  • 201709111039_cinept_mestrado_em_cinema_260_260
  • PUB