Ana Zanatti



Nome completo: Ana Maria Zanatti Olival

Nasceu: 1949-06-26

Local de nascimento: Lisboa
Nacionalidade: Portuguesa
Sítio internet: http://pt.wikipedia.org/wiki/Ana_Zanatti
Dados adicionais:

Actriz.
Frequentou um colégio católico e mais tarde o histórico Liceu Pedro Nunes. Na Faculdade de Letras de Lisboa frequentou o curso de Filologia Românica que acabou por abandonar para ingressar no Curso de Teatro do Conservatório Nacional e dedicar-se ao teatro, rádio, televisão e cinema.
Com uma longa carreira no teatro, televisão e no cinema, Ana Zanatti estreou-se em 1968 no Teatro da Trindade na Companhia Nacional de Teatro dirigida por Francisco Ribeiro (Ribeirinho), tendo sido convidada anos depois para se iniciar como apresentadora na RTP onde, a par do seu trabalho como actriz, deu voz ao longo de 26 anos, a inúmeros documentários, apresentou telejornais, concursos, noites de cinema, programas sobre Artes e Espetáculos, Festivais da Canção, alguns deles em parceria com diversos apresentadores como Eládio Clímaco, Fialho Gouveia, Alice Cruz, Maria Elisa, António Sala, Artur Agostinho, Henrique Mendes.
Dá voz a inúmeros documentários tendo sido ao longo de 12 anos a voz institucional do Canal Odisseia.
Entre 1968 e 1999 são inúmeras as peças de teatro em que participou com passagem por diversos géneros teatrais entre eles o teatro de revista onde recebeu o Prémio Revelação.
Inicia a sua carreira no cinema em 1968 com o filme Estrada da Vida de Henrique Campos, mas é em 1982 que desempenha o papel mais destacado da sua carreira, no filme O Lugar do Morto, de António Pedro Vasconcelos, um marco na história do cinema nacional e até hoje um dos filmes mais vistos pelos portugueses. A sua presença no cinema e em telefilmes tem-se mantido assídua tendo-lhe sido atribuídos diversos prémios como o Sete ou o Globo de Ouro.
Desde 1978 a sua participação em telenovelas e trabalhos em televisão tem sido uma constante. Participou em séries como A Senhora Ministra, Ballet Rose, Riscos, Liberdade 21, Nico D'Obra, Nós os Ricos, Médico de Família, Morangos com Açúcar, Os Compadres, bem como nas telenovelas Vila Faia, Verão Quente, Desencontros, Ajuste de Contas, A Senhora das Águas, Saber Amar, entre outras.
Em 1984 foi convidada para representar Portugal no espectáculo comemorativo da entrada de Portugal e Espanha na CEE em Estrasburgo, no Parlamento Europeu e, no mesmo ano, é uma das 25 mulheres escolhidas para representar Portugal em Bruxelas pela condição feminina da CEE.
Em 1988 é co-autora com Rosa Lobato de Faria, da telenovela Passerelle e a partir desse momento desenvolve outros trabalhos de autoria como "O Espírito da Cor", (documentário em 12 episódios), "Cacau da Ribeira" (10 episódios de ficção) tendo em 2009 sido co-autora e apresentadora do programa "Sete Palmos de Testa", na RTP2.
É também autora de letras para canções interpretadas por diversos cantores, nomeadamente "Telepatia" de Lara Li e outros temas cantados por Mafalda Sacchetti, Paulo de Carvalho, Carlos Zel, Dina, Lena d'Água, Alexandra, FF e outros.
Em 2003 publicou o seu primeiro romance "Os Sinais do Medo", seguindo-se "Agradece o Beijo" e uma trilogia de contos infantis "O Povo Luz e os Homens Sombra", Edições Dom Quixote.
Ana Zanatti tem sido membro de diversos júris de cinema, quer para atribuição estatal de subsídios quer para atribuição de prémios como o de "Melhor Longa-metragem" do Festival de Cinema Gay e Lésbico de Lisboa, em 2006.
Em 2009, foi convidada para ser uma das oradoras na sessão de apresentação pública do primeiro movimento da sociedade civil de defesa dos direitos dos homossexuais pelo casamento, realizada no Cinema São Jorge, em Lisboa onde torna pública a sua homossexualidade. Dentre várias declarações a jornais e revistas, a actriz frisou "que não aceita perder direitos por fazer parte de uma minoria".
Em 2011, edita "Teodorico e as Mães Cegonhas", Edições Alfaguara Objectiva, e faz as dobragens do jogo "Uncharted 3" da Naughty Dog, como voz de Katerine Marlowe.
Em Maio de 2013 publica o romance "E onde é que está o Amor ?" com a editora Guerra e Paz.
[Fonte: Wikipedia]

  • 201709111039_cinept_mestrado_em_cinema_260_260
  • PUB