Rio Turvo (2007)

77 min

Ficção  

Realização:  ·  Edgar Pêra

Argumento:  ·  Branquinho da Fonseca

A partir de um hipnótico conto de Branquinho da Fonseca, entre o surrealismo e o neo-realismo, “Rio Turvo” acompanha a trágica balada de um amor impossível entre um topógrafo sem nome, recém-chegado ao terreno pantanoso de um futuro aeroporto, e a bela Leonor (Teresa Salgueiro, a etérea voz dos Madredeus), a “flor do pântano”, que tanto a severa Tia como o socrático Director (e o seu bode Platão) tentam salvaguardar dos olhares lascivos num universo masculino. A música produzida pelos operários pontua a história de amor, e faz desenrolar narrativas paralelas de conspiração e suspeita, que avançam ao ritmo do sonho e do inconsciente, até ao triunfo do rio sobre o Homem.

[A bizarre and tragic ballad of an impossible love between a nameless topographer and Leonor in a swamp soon to be destroyed by the forces of Man. She (Teresa Salgueiro, ethereal voice of Madredeus) is the “swamp-flower”, protégée of a Socratic Director (and his goat Plato). In a world without women, she is kept safe from the temptations of the flesh by her strict and grotesque Aunt. The sound-track entirely played by the workers (fado and bossa nova singers) reveals parallel narratives of suspicion and conspiracy that unfold to the pace of the unconscious leading to a confrontation between Man and River. Inspired by a hypnotic story by Branquinho da Fonseca (1905-1974).]

Mais informações: Website externo

Equipa

Imagens [#4]:
  • ...

  • ...

  • ...

Dados Técnicos:
Beta SP |

  • 201709111039_cinept_licenciatura_em_cinema_260_260
  • PUB