Quinta da Curraleira (2006)

Produção 2006

18 min

Documentário  

Realização:  ·  Tiago Hespanha

Após a demolição do bairro da Curraleira e a construção dos novos prédios para realojar os habitantes, ficou um espaço vazio.
Este filme é sobre esse lugar, sobre encontros, histórias e actividades que o definem.
"O filme Quinta da Curraleira partiu de um impulso provocado pelo deslumbre com a visão inesperada de um lugar. Um dia andava pelo cemitério do Alto de S. João, em Lisboa, como era domingo e havia muita gente afastei-me da zona mais movimentada e encontrei o sítio onde estão as campas dos combatentes da primeira grande guerra, essa é uma zona limítrofe do cemitério, aproximei-me do muro e aí tive uma visão incrível: um terreno vazio encaixado num vale, entre prédios recém construídos, um aterro feito com os destroços das demolições do antigo bairro da Curraleira e o muro do cemitério, sobre este cenário voava em círculos um enorme bando de pombos. Essa visão deu origem a um dos planos de abertura do filme. Todo o filme foi construído a partir da estranheza daquele lugar e do que ali se passava. O que a critica contemporânea em face daquele lugar tenderia a chamar um “vazio urbano”, ou um “espaço residual”, revelava-se ali uma realidade bem mais complexa onde se assistia a pequenas erupções de vida depois da tábula rasa feita pelas máquinas. O que se passava diariamente naquele lugar e sobretudo a actividade de criação de pombos correios que ali se praticava foi trabalhado no filme como uma realidade significante em si mesma mas também como metáfora da cidade."
[Tiago Hespanha]

Mais informações: Website externo

Equipa

Imagens [#4]:
  • ...

  • ...

  • ...

Dados Técnicos:
16 mm |

Outras informações:
Filme realizado no Curso de Realização de Documentário, ao abrigo do Programa Criatividade e Criação, da Fundação Calouste Gulbenkian
Festivais e Prémios:
# 2006 - IndieLisboa, Competição Nacional

Pode ver o vídeo no website externo

  • 201709111039_cinept_mestrado_em_cinema_260_260
  • PUB