Bairros Sociais (1943)

N/C

Documentário  

Realização:  ·  Mota da Costa

"Bairros de miséria, homens vivendo pior do que animais. (...ros) rubros, sinistros, pavorosos, bairros que tinham teoricamente nomes repelentes, por exemplo, Bairro das Minhocas. Nos bairros novos que os substituíram, pode-se ter hoje habitação por oitenta, noventa, cem escudos por mês. Dinheiro que não é de renda mas prestação para seu pagamento e pagamento para a sua posse. Ao cabo de vinte anos uma dessas moradias, mobilada com simplicidade, bem apetrechada para os trabalhos domésticos, fica a pertencer ao chefe da família que nela durante esse tempo viveu. Em Lisboa já se ergueram, e rapidamente, alguns desses bairros. Todos bonitos, largos, aprazíveis. O de Belém, para citar um dos melhores, nem parece destinado a pequenos funcionários públicos e trabalhadores do Estado e da Câmara Municipal. Os edifícios nele erguidos têm rés-do-chão e primeiro andar, formam aglomerados urbanos de certa beleza arquitectónica. Analisadas as suas casas, uma por uma, lembram mansões de gente de meia burguesia. Os bairros de casas económicas, e aponte-se por exemplo o da Ajuda, que é certamente um dos mais expressivos neste particular, não são apenas simples agrupamento de habitações, não! O Estado Novo concorre também para que tenham um vivo ambiente social. Põe ao alcance dos seus moradores muitos outros elementos indispensáveis às suas necessidades principais. Aqui manda fazer lavadouros e construiu balneários. E bairros novos como o do Alto da Ajuda vão surgindo por todos os cantos da cidade..."
[Excerto do texto que acompanha as imagens do filme]

Mais informações: Website externo

Equipa

Entidades [#1]:
  • Lisboa Filme · Laboratório de Som

Dados Técnicos:
P/B | 1:1,37 |

Outras informações:
Pode ver o vídeo no website externo - Cinemateca Digital
Duração: 00:15:45, a 24 fps

  • 201709111039_cinept_mestrado_em_cinema_260_260
  • PUB