A Dança dos Paroxismos (1930)

Produção Rodagem: Dez 1929-1930

N/C

35 min

Experimental   Ensaio  

Realização:  ·  Jorge Brum do Canto

Argumento:  ·  Jorge Brum do Canto

O sortilégio de um cavaleiro que se apaixona.
Num país qualquer, em época indeterminada, o jovem cavaleiro Gonthramm tomba apaixonado por uma jovem lindíssima, mas a sua afeição é destruída por Banschi, uma entidade maléfica.

Ensaio visual inspirado numa lenda nórdica, de que se serviu Leconte de Lisle num dos seus poemas, “Les Elfes”.

Videos [#1]:
  • [Filme Completo]
Equipa

Exteriores [#1]:
    Queluz |
Estreias [#1]:
  • 1930-11-14 | Central (Lisboa) | Ante-Estreia
Imagens [#3]:
  • ...

  • ...

Dados Técnicos:
P/B | 35 mm |

Outras informações:
Filme experimental e inédito. Ensaio visual dedicado a Marcel L’Herbier, nele foi utilizada, pela primeira vez em Portugal, a emulsão pancromática, surgida nos EUA cerca de um ano antes.
Por vontade do seu autor, o filme não estreou comercialmente, mas foi conservado pela Cinemateca Portuguesa, tendo Brum do Canto autorizado a apresentação ao público durante a retrospectiva que lhe foi dedicada pela Cinemateca, em 27 de Outubro de 1984.
Depois desta data, o filme foi várias vezes exibido, em Portugal e no estrangeiro.
[Fonte: José de Matos-Cruz, O Cais do Olhar, 1999, p.40]

Participaram ainda como intérpretes as Discípulas de Mme Britton

  • 201709111039_cinept_licenciatura_em_cinema_260_260
  • PUB