Nazaré, Praia de Pescadores (1929)

Produção Rodagem: 1929

Documentário  

Realização:  ·  Leitão de Barros

Argumento:  ·  Leitão de Barros

Nazaré. O mar. A comunidade. A paisagem. Encosta acima. As ruas, de manhãzinha. O mercado. Tipos populares e indumentária. Costumes e características. A praia. Nascimento da rede. Pesca à linha. Os ócios. Os amores. Os barcos partem...;
[Fonte: José de Matos-Cruz, O Cais do Olhar, 1999, p.40]

"Nazaré, Praia de Pescadores vai apresentar para muitos uma revelação. Se a fotogenia do mar é inexcedível e incomparável, aqui o maior encanto e a maior surpresa não residem principalmente na formosura eterna da vastidão oceânica, prata líquida, tremeluzindo sob a luz solar, nem nas águas que se espraiam na areia franjadas de espuma. Está no modo como se fixaram as vistas panorâmicas da vila, aconchegada e branca, descendo até o mar; está nos episódios da faina piscatória em seu conjunto e em seu detalhe, como nos quadros de tipos e costumes, tão característicos e interessantes, e em que a figuração, toda ela formada pelos próprios pescadores, as suas mulheres, os seus filhos, vive a existência real, flagrantemente surpreendida nos seus momentos mais pitorescos. Numerosas imagens, sucessivos planos dir-se-iam retábulos animados de museu. Há cabeças e expressões magníficas. Há ângulos que atestam bom gosto e perícia. Há trechos, como o do nascimento da rede, de uma grande felicidade. Resumindo: há uma arte neste bom filme cinegráfico, que nos mostra um delicioso recanto da nossa terra, no que tem de primitivo, tradicional e indemne a certos atentados da civilização...
[Fonte: Revista CINÉFILO de 1929-01-26]
"Feitas as primeiras experiências em 1918, Leitão de Barros regressou ao cinema, influenciado por António Lopes Ribeiro, tendo assinado algumas das obras maiores do final do cinema mudo, em que aliou uma expressão madura e versátil.
Dedicado faina dos pescadores, Nazaré - cuja versão original, perdida, abrangia ainda a Zona de Turismo - representa um material com valor inestimável, dum ponto de vista etnográfico, qualidade de registo e arrojo técnico."
[Fonte: José de Matos-Cruz, Centro Virtual Camões]

Mais informações: Website externo

Videos [#1]:
  • [Trailer]
Equipa

Entidades [#2]:
  • Raul Lopes Freire · Laboratório de Imagem
  • Raul Lopes Freire · Distribuição
Exteriores [#2]:
    Nazaré | Leiria |
Estreias [#1]:
  • 1929-01-23 | São Luiz, Lisboa | Estreia
Imagens [#10]:
  • ...

  • ...

  • ...

  • ...

  • ...

  • ...

  • ...

  • ...

  • ...

Dados Técnicos:
P/B | Mudo | 35 mm |

Outras informações:
Foram participantes os Pescadores e Habitantes da Vila de Nazaré.

(Como metragem original referem-se 600 ou 1500 metros).
António Lopes Ribeiro foi Assistente de Realização e terá sido um filme de amador, que rodou em 1926 (com 18 anos), que deu a Leitão de Barros uma ideia para este filme.

Editado em DVD por Atalanta Filmes

  • 201709111039_cinept_mestrado_em_cinema_260_260
  • PUB