Ventura Terra - Projectar a Modernidade (2017)

N/C

Documentário  

Realização:  ·  Fernando Carrilho  ·  Jorge Ramos de Carvalho

Este documentário foi preparado em paralelo à exposição documental “Do útil e do bello”, e mostra o trabalho do arquitecto Miguel Ventura Terra (1866-1919), apresentando-o como uma “figura incontornável da arquitectura portuguesa do início do século XX, que marcou indelevelmente a cidade de Lisboa”.
Conciliando a formação nas Beaux-Arts de Paris com as inovações técnicas emergentes, este republicano convicto e filantropo – contribuiu para o despontar do modernismo em Portugal.
Nota de intenções:
Em 2016 celebraram se os 150 anos do seu nascimento, o documentário tem como objetivo dar a conhecer ao grande público a obra de Ventura Terra, indo ao encontro da sua personalidade e destacando a sua visão sobre a arquitetura. Pretemde se primeiramente enquadrar a sociedade portuguesa sublinhando o contributo de Ventura Terra na emancipaçao da arquitetura como disciplina autónoma na trasição do séculoc XIX para o XX.
Ventura Terra não é importador passivo do estilo francês de fazer cidades, este preconceito generalizado numa opinião pública desconhecedora, tende a esconder a sua originalidade, a sua capacidade de experimentação e inovação, assim como a força do seu pensamento demiurgo. Terra não fica atras de outros arquitetos do seu tempo no que concerne as faculdades artisticas e está mesmo na vanguarda de vátrias soluções estéticas e técnicas decisivas na costrução da arquitetura moderna do século XX em Portugal.
Explorando as actas da Câmara de Lisboa e os artigos de jornais da época pretende se dar "voz ao arquiteto" edificando simultaneamente a estrutura do documentário com um corpo de entrevistas a investigadores e estudiosos da sua obra, a ponderar: Teresa Vasconcelos, Augusto França, Maria José Perdigão, António Francisco Fevereiro, José Manuel Carvalho Araújo, Maria de Lurdes Carreira, Rui Campos Matos, Ana Isabel Ribeiro, Delfim Sousa, Fernando Rosas, Raquel Henriques da Silva, Lurdes Rufino, Ivone Magalhães e Rui Jorge Ramos.
A par da componente informativa, o documentário tem objetivo envolver sensorialmente o espectador da arquitetura de Terra, filmando os seus edificios de forma cinemática, apresentando uma estrutura visual dominada pela imagem em movimento com panorâmicas, tilts, vistas aéreas, travellings e movimentos de steady-cam, nos espaços interiores.
[Videoteca Municipal de Lisboa]

Mais informações: Website externo

Videos [#1]:
  • [Teaser]
Equipa

Estreias [#1]:
  • 2017-10-17 | Cinemateca | 1a Apresentacao
  • 201709111039_cinept_licenciatura_em_cinema_260_260
  • PUB